User Preferences

  • Language - en | ga
  • text size >>
  • make this your indymedia front page make this your indymedia front page
Toni - Thu May 24, 2018 00:09
Coisinho

A 05/02/2015 vários jovens do bairro da Couva da Moura foram alvo de brutais agressões por parte de agentes da PSP. Ao longo dos últimos anos, o Observatório do Controlo e da Repressão tem prestado auxílio financeiro às vítimas. Entre despesas médicas e judiciais, já se gastaram cerca de 6000 euros. O dinheiro actualmente existente não é suficiente para cobrir os custos dos advogados que, atualmente, se encontram a desempenhar funções enquanto assistentes do processo.

A 5 de fevereiro de 2015 vários jovens do bairro da Couva da Moura foram alvo de brutais agressões por parte de agentes da Polícia da Segurança Pública (PSP) da esquadra de Alfragide. Tudo começou ao início da tarde desse dia, numa operação de rotina que terá culminado na detenção de uma pessoa. Apesar de não ter oferecido resistência, o jovem foi agredido de forma violenta (de pé e depois no chão) pelos agentes da PSP.

ler mais

subcarvalho - Mon May 21, 2018 12:40
Coisinho

Todo o governo se juntou ao negacionismo das petrolíferas e quer dar luz verde ao caos climático. O Ministro dos Negócios Estrangeiros diz que pretendem "honrar os compromissos contratuais". Enquanto eles querem honrar o capitalismo e as corporações, nós temos de levantar-nos para honrar o planeta.
Abrimos esta reunião do Climáximo para fazer uma assembleia aberta e discutir ações para #pararofuro.

A Agência Portuguesa do Ambiente anunciou que não era preciso avaliação de impacto ambiental para o furo da ENI/GALP em Aljezur.

Todo o governo se juntou ao negacionismo das petrolíferas e quer dar luz verde ao caos climático. O Ministro dos Negócios Estrangeiros diz que pretendem "honrar os compromissos contratuais". Enquanto eles querem honrar o capitalismo e as corporações, nós temos de levantar-nos para honrar o planeta.

Abrimos esta reunião do Climáximo para fazer uma assembleia aberta e discutir ações para #pararofuro.

ler mais

subcarvalho - Fri May 18, 2018 12:35
Coisinho

No dia 19 de Maio de 2018 o mundo volta a sair à rua para marchar contra a Monsanto e demais empresas ligadas aos organismos geneticamente modificados (OGM) e aos químicos utilizados na agricultura. A Marcha Mundial contra a Monsanto é um apelo à acção com vista a sensibilizar/informar o público sobre os perigos que os OGM e os agro-químicos representam para a nossa saúde.

Praça de Gomes Teixeira - Porto
No dia 19 de Maio de 2018 o mundo volta a sair à rua para marchar contra a Monsanto e demais empresas ligadas aos organismos geneticamente modificados (OGM) e aos químicos utilizados na agricultura. A Marcha Mundial contra a Monsanto é um apelo à acção com vista a sensibilizar/informar o público sobre os perigos que os OGM e os agro-químicos representam para a nossa saúde.

ler mais

Toni - Tue May 15, 2018 16:38
Coisinho

O Millenium BCP pretende continuar a receber por uma casa da qual já tomou posse em 2017 e, no processo, faz pairar a ameaça de despejo sobre Claudina (que tinha sido fiadora do empréstimo para a compra dessa casa de que o banco já é, de novo, proprietário).

«No dia 17 de Maio, às 10h, estaremos no Millenium BCP a exigir que a Claudina fique isenta dos encargos de fiadora, uma vez que o banco já tomou posse da casa da filha. Exigimos dação em cumprimento.»

Olá a todos e todas! A Rede de Solidariedade gostaria de contar com a vossa ajuda para fazer esta história chegar mais longe. Obrigado!

"Se ao Sporting o BCP dá perdão, à Claudina porque não?

ler mais

subcarvalho - Mon May 14, 2018 12:35
Coisinho

Este ano de rupturas, as jornadas Palestinas rompem as amarras.
Em vez de encher a pança de iguarias palestinianas,
Em vez de ver, discutir e comentar documentários,
Em vez de fazer uma exposição,
Em vez de fazer uma apresentação ou o lançamento de mais umas Folhas Soltas,
De 15 a 22 de Maio 2018 vamos estar na rua.

Grupo Acção Palestina

Este ano de rupturas, as jornadas Palestinas rompem as amarras.

Em vez de encher a pança de iguarias palestinianas,

Em vez de ver, discutir e comentar documentários,

Em vez de fazer uma exposição,

Em vez de fazer uma apresentação ou o lançamento de mais umas Folhas Soltas,

De 15 a 22 de Maio 2018 vamos estar na rua.

Queres saber mais? Queres participar? Contacta-nos: acção [dot] palestina [em] gmail [dot] com

Grupo Acção Palestina

evento: https://www.facebook.com/events/173016443360364/

subcarvalho - Tue May 08, 2018 14:54
Coisinho

O Moinho vai crescer e precisamos da tua ajuda para as obras que se anunciam!
Aproveitamos a peregrinação de Maio para vos convidar a vir e comer uma deliciosa pizza ao som das bandas Orquestra Comunitário Mundo em Campanhã (ensaio aberto) + Crude + As Valentinas.
Traz uma moedinha para o santinho, um instrumento e vem a passo lento...que as pizzas vão estar toda a tarde a sair!!!

O Moinho vai crescer e precisamos da tua ajuda para as obras que se anunciam!

Aproveitamos a peregrinação de Maio para vos convidar a vir e comer uma deliciosa pizza ao som das bandas Orquestra Comunitário Mundo em Campanhã (ensaio aberto) + Crude + As Valentinas.

Traz uma moedinha para o santinho, um instrumento e vem a passo lento...que as pizzas vão estar toda a tarde a sair!!!

evento: https://www.facebook.com/events/100553494142669/

Local:
Moinho Bicha das 7 Cabeças - Rua do Novo, 259 - Silvalde / Espinho

subcarvalho - Mon May 07, 2018 09:13
Coisinho

Convidamos todxs para uma semana de (des)construção á Maxadada! Para melhorar o espaço precisamos de dar uns toques nas vedaço?s, esgoto, telhados, forno e horta. E também estamxs abertxs a propostas para construir coisas novas - será forno solar, casa na árvore, filtro para as águas residuais ou algo diferente?

Convidamos todxs para uma semana de (des)construção á Maxadada! Para melhorar o espaço precisamos de dar uns toques nas vedaço?s, esgoto, telhados, forno e horta. E também estamxs abertxs a propostas para construir coisas novas - será forno solar, casa na árvore, filtro para as águas residuais ou algo diferente?

Sempre precisamos de mais materiais de construção: tijolos, cimento, barrotes, parafusos, buchas, dobradiças, fechaduras, tintas, lonas, pincéis, rolos, materiais de isolamento, arame farpado, redes etc. Da nossa parte podes contar com sítio para dormir, comida vegan e suminhos ))

ler mais

subcarvalho - Wed May 02, 2018 09:26
Coisinho

O Encontro Anarquista do Livro realiza-se nos dias 4, 5 e 6 de Maio de 2018, no Porto, e constitui um espaço de afirmação da dissidência, de intercâmbio de ideias, experiências e materiais, e de fortalecimento de redes de afinidade.
Com várias bancas de editoras, conversas, jantares e concertos. Na Gazua e no Espaço Musas, Porto

Encontro Anarquista do Livro - Porto
4, 5 e 6 de Maio de 2018

O Encontro Anarquista do Livro realiza-se nos dias 4, 5 e 6 de Maio de 2018, no Porto, e constitui um espaço de afirmação da dissidência, de intercâmbio de ideias, experiências e materiais, e de fortalecimento de redes de afinidade.

>> Programa completo <<

DIA 4 | Sexta-feira

18h30 | Editorial Cambalache
Apresentação de livros

?A Minha Guerra de Espanha?

ler mais

subcarvalho - Fri Apr 13, 2018 16:36
Coisinho

O Estado decidiu esta semana destruir brutalmente a experiência colectiva na zad. Nós resistimos cada dia - habitantes, apoiantes, agricultores, vizinhas, jovens e anciãs. Fazêmo-lo com o nosso coração, os nossos corpos, os nossos laços, com toda a força que se enraizou neste bosque em 50 anos de lutas e esperanças acumuladas. Precisamos de vocês no terreno agora!

Este domingo, chegou a hora - apelo a vir em massa à ZAD
Ponto de encontro domingo 15 de abril, meio dia, ao longo do chemin de Suez.

Vídeo: 

ler mais

subcarvalho - Wed Apr 11, 2018 15:04
Coisinho

Ici, en France, où que ce soit, nous offrons notre solidarité à toutes les personnes qui défendent les changements profonds dans le fonctionnement et l'organisation de l'humanité.
Aqui, em França, onde quer que seja, toda a gente que se levante por transformações profundas no funcionamento e na organização da humanidade tem e terá a nossa solidariedade.

[Français]

Avec le déploiement de 2 500 policiers, avec des hélicoptères, des chars, des mitrailleuses et toute une panoplie de dispositifs militaires et une arrière-garde de plus d?une centaine de policiers anti-émeute à Nantes et Rennes, on croirait que, le 9 avril, l'État français se préparait pour une guerre dans la zone de Notre-Dame-des-Landes.

ler mais

Indymedia Portugal >>

IMC network

Featured Stories from Federated Groups of Indymedia Centres
Featured Stories Selected by local IMCs around the world
© 2001-2018 Independent Media Centre Ireland. Unless otherwise stated by the author, all content is free for non-commercial reuse, reprint, and rebroadcast, on the net and elsewhere. Opinions are those of the contributors and are not necessarily endorsed by Independent Media Centre Ireland. Disclaimer | Privacy